Redes apostam exclusivamente em lojas de shoppings

Publicado em 04/04/2017 por Imprensa

Grande número de circulação de pessoas é diferencial

Segundo pesquisas da Associação Brasileira Shopping Centers (Abrasce), as lojas de alimentação ocupam 6,9% das áreas disponíveis em centros comerciais de todo o Brasil e são vistas hoje, como o maior atrativo de público para esses locais. O que parece óbvio – os frequentadores estão sempre em busca de praticidade e rapidez – passa a ser um diferencial para as redes de fast food, que optam por terem suas unidades apenas em shoppings.

Segundo Luiz Carlos Junior diretor de marketing da Teaser Franchising, especializada em formatação e expansão de empresas para o franchising, os Shoppings e galerias contam com um publico já formado, e garantem o fluxo de pessoas. “Com a concorrência acirrada e o momento transitório econômico do país, os Shoppings e Galerias tem feito bons negócios no que diz respeito às condições de abertura de uma loja. É necessária a cooperação de todos para que surjam novos negócios e novas oportunidades, além de aumentar o giro da roda da economia. É importante estar atento, pesquisar, conversar com lojistas a fim de verificar a boa vontade e cooperação dos shoppings na abertura do seu negócio. Busque lugares que se interessem por inovações e novos parceiros. Parceria é a bola da vez.”

Desde sua inauguração, em novembro do ano passado, a rede Cubs Fast Food vende em média 150 lanches por dia, chegando a 300 nos finais de semana, com faturamento médio de R$80 mil por mês. Oferecendo cachorro-quente em versão gigante (22 cm), com uma grande quantidade de recheios e molhos feitos pela própria casa, a rede é uma das que optou por modelos apenas em shopping. "Para nós, esse padrão é o ideal, já que oferecemos qualidade e a rapidez que o frequentador do shopping busca. Sem contar que esse tipo de culinária descomplicada, inspirada no modelo canadense é uma novidade que todos aprovam", completa Lucas Atanázio Vetorasso, sócio de Luiz e Diretor do Grupo Teaser.

Para se tornar um franqueado Cubs, o investimento inicial é de R$159.900,00 e o prazo de retorno de 1 a 2 anos. 

Outro exemplo que chama atenção é o da Spaziale Italiana, que oferece diversos tipos de massas, prontas em 3 minutos. Todos os ingredientes são escolhidos pelo próprio cliente, que se torna o chef. Em sua loja modelo, no Praça Shopping de Rio Preto, o faturamento médio é de RS80 mil por mês. "A possibilidade do cliente poder montar seu prato livremente, sem limite de acompanhamentos e o gostinho caseiro nos pratos, nos dá vantagem sobre a concorrência” afirma William Pirola, diretor da rede. "Além disso, nossa rapidez é vital para quem está no shopping e não quer esperar muito para se alimentar bem", conclui.

Para se tornar um franqueado Spaziale, o investimento inicial é de R$ 164.498,00 e o prazo de retorno é de 2 anos. 

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias em shoppings , Spaziale Italiana , Cubs