Não+Pelo São Paulo divulga faturamento positivo nos quadrimestres do ano

Publicado em 11/09/2018 por Imprensa | Ultima Atualização em 12/09/2018

Multinacional de Beleza, Estética e Bem-Estar cresce dois dígitos de janeiro a agosto valorizando o serviço ante receita gerada por investimento

Motivos não faltam para a regional São Paulo da Não+Pelo comemorar os números do faturamento nos dois quadrimestres do ano. Com inaugurações sacramentadas a partir de outubro, até o final do primeiro trimestre de 2019, a rede, que celebra dez anos de franchising global, analisa positivamente os resultados em dois dígitos entre janeiro e agosto. Para Thais Ramos, franqueadora máster e franqueada de sete unidades, o resultado expressa a preferência dos brasileiros.

"As ofertas de serviços e produtos complementares às atividades fins, possuindo o conceito hibrido, fazem parte da demanda dos brasileiros. É exigência do consumidor, e a Não+Pelo, já oferece essa dualidade nas suas atividades desde 2010. Produtos e serviços multifuncionais são diferenciais competitivos. A Não+Pelo cresceu seu faturamento em 23% e 21% no primeiro e segundo quadrimestre, respectivamente, no comparativo com os mesmos períodos em 2017. E a expansão das unidades começam em outubro", diz Thais Ramos.

Presente em 29 municípios, a Não+Pelo mira cidades do interior a partir de 100 mil habitantes. Segundo Conrado Oliveira, gerente de expansão da maior regional do país com 70 unidades em funcionamento, a rede mapeou as cidades com potencial de investimento. A 30ª cidade a receber uma franquia da Não+Pelo será Mauá. No primeiro trimestre de 2019, mais duas unidades na capital - Praça da Árvore e Jabaquara. 

"O franchising tem muito a avançar no sentido da interiorização. Em São Paulo, onde os municípios são mais prósperos na comparação com a maioria dos mais de 5.500 cidades no país, tem um potencial a ser explorado. Traçamos uma estratégia para buscar interessados na nossa franquia, que após oito anos de presença no Brasil, foi chancelada com o Selo de Excelência da Associação Brasileira de Franchising. O investimento na Não+Pelo é saber que a marca é uma das 50 mais consolidadas no Brasil. E o investimento numa multinacional considerado acessível para as classes A e C", diz Conrado, que indica as cidades de Guarujá, Santos, Taboão da Serra, Bauru, Araraquara, Cotia, Jacareí, São Carlos, São Vicente, e outras. 

Um estudo do Sebrae, em 2016, informou que 38% do consumo no país acontecem nas regiões metropolitanas e interioranas. Em 2017, 48,2% das franquias mostraram presença nas cidades até 500 mil habitantes. Esta escalada acontece desde 2014 segundo a Associação Brasileira de Franchising. 

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Não + Pelo , Franquias de estética , Franquias de depilação