Kombi, sushi e franquia

Publicado em 01/03/2018 por Luiz Marcondes

Não entendeu? Conheça o restaurante japonês Nakombi e entenda

O NAKOMBI é um restaurante japonês que surgiu em 1997 e que teve sua primeira filial inaugurada em 2002, ambas em São Paulo. Sua primeira loja em Shopping foi inaugurada em 2006 no Shopping Jardim Sul (SP).

O restaurante foi idealizado por Paulo Barossi, um apaixonado pela culinária e pela cultura japonesa. A concepção inicial seria montar um sushibar numa kombi e sair pela cidade vendendo sushis, sashimis e outras delícias dessa culinária. Ele acabou colocando seu sushibar dentro de uma kombi, em um restaurante instalado num amplo galpão de 500m², cujo ambiente parecia uma vila japonesa. Essa e outras ações inovadoras do NAKOMBI fixaram seu nome no mercado através de inúmeras ações inovadoras.

Quando completou 17 anos, o Nakombi montou um sistema de franquias para espalhar a culinária japonesa pelos shoppings do Brasil. Para saber mais sobre esse processo e como está hoje, conversamos com Danilo Andreoli, diretor comercial da marca. Confira.

Mapa das Franquias: Como foi a decisão de optar pelo franchising? Quem auxiliou no processo?

Danilo Andreoli: Após 15 anos de operação e com ótimos resultados em suas lojas a MARCA, procura pelos shopping e pessoas perguntando sobre a existência de franquias. A empresa contratou a DUBNET uma consultoria especializada em Franquias que auxiliaram a prepara a empresa para o sistema de Franquias.

Mapa das Franquias: Em se tratando de franquia, é possível manter a “pegada” original com a famosa Kombi e com a mesma qualidade na gastronomia? Como é feita a supervisão/controle de qualidade da rede?

Danilo Andreoli: Sim, obrigatoriamente são duas coisas que a MARCA não abre mão: qualidade na elaboração dos produtos e toda unidade tem que ter uma KOMBI como sushi bar.

Mapa das Franquias: Como é feita a supervisão/controle de qualidade da rede?

Danilo Andreoli: A Rede tem duas formas de supervisão

Uma voltada a Segurança Alimentar realizada quinzenalmente por empresa especializada que é a RM Segurança Alimentar e outra por nosso supervisor que normalmente é mensal. Quando a loja precisa de mais apoio ela chega a ser semanal.

Tem que ser bom de sushi?

Mapa das Franquias: Qual o perfil do franqueado? Ele precisa ser um habilidoso “sushi man” ou só bom de negócios?

Danilo Andreoli: Obrigatoriamente o ideal é que ele se dedique 100% ao negócio. Nossos melhores franqueados participam totalmente da operação. Não é necessário ser sushi man mas temos na rede Franqueado que é profissional e na falta de mão de obra pode substituir o sushi man.

Mapa das Franquias: Como é o treinamento dos franqueados? Presencial, online? Uma única vez ou contínuo, com reciclagens?

Danilo Andreoli: Essencialmente presencial, mão na massas. Consiste de um de implantação com no mínimo 15 dias e os contínuos que envolve: produção, atendimento e gestão.

Mapa das Franquias: Que tipo de suporte o franqueado recebe no dia a dia? Existe comunicação via whatsapp, intranet ou algum outro meio?

Danilo Andreoli: A comunicação e intensa principalmente via WHATS, telefone e email. Além do presencial que é fundamental.

 Mapa das Franquias: O ano de 2018 traz eleições e indefinições políticas e econômicas. Mesmo assim, dá pra pensar em expansão? Para onde? E como?

Danilo Andreoli: Acreditamos muito nesse ano e planejamos a abertura de no mínimo 10 operações entre os diferentes modelos de negócio que possuímos. Estamos muito focados no modelos FAST FOOD com Buffet em praça de alimentação e o STREET, que o nosso modelo de Delivery com pequena loja de atendimento.

Outro produto que estamos acreditando muito é o TAKE AWAY, passar e levar o NAKOMBI para casa sempre com o nosso padrão de qualidade sem deixar de ser MUITO GOSTOSO.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franqueados , Franquias de alimentação , Franquias de restaurantes , franquias de culinária , Suporte ao franqueado , nakombi