Fonoaudióloga transforma gosto por sapatilhas em rede de 55 lojas em 2 anos

Publicado em 10/01/2018 por Imprensa

Mil e Uma Sapatilhas conta também com mais de 5 mil consultoras em diferentes estados brasileiros

Frente a uma das maiores crises já enfrentadas pelo Brasil, a família da fonoaudióloga Renata Marcolino foi obrigada a se desfazer das três lojas de móveis para escritório que garantiam o sustento desde o avô de seu marido, por mais de 50 anos. Sem a principal fonte de renda e com as prestações da nova casa se acumulando, a empreendedora buscou inspiração em suas peças de roupa favoritas e deu início a um pequeno negócio que, dois anos mais tarde, se tornaria a Mil e Uma Sapatilhas, uma rede de franquias com 55 lojas e mais de 5 mil consultoras em diferentes estados brasileiros.

 A ideia começou em casa, onde Renata vendia os calçados a amigas e conhecidas. “Sempre foram meus tipos de sapato preferidos pela praticidade e conforto. Quando me deparei com as contas atrasando, pensei nas sapatilhas na hora”, lembra. Por meio do boca a boca, sua lista de clientes cresceu e a empreendedora e o marido decidiram expandir sua atuação com o auxílio de consultoras, que buscavam os calçados por um valor reduzido para revenda.

 Após dois meses, Renata já contava com 13 consultoras e junto ao marido, Arthur Marcolino, sentiu que era o momento de abrir a primeira loja. “Ele sempre foi o cara das ideias e eu a mais pé no chão, por isso fiquei relutante. Mas, depois de muita pesquisa e planejamento, fomos adiante – ainda bem!”, brinca. A Mil e Uma Sapatilhas teve sua primeira unidade inaugurada no Tatuapé, zona leste da capital paulista, em novembro de 2015.

 À época, a empreendedora teve de se desdobrar em três para dar continuidade ao trabalho em sua clínica de fonoaudiologia, ao cargo que possuía na prefeitura e à nova loja. Aos poucos, com o surgimento de interessados na marca e a abertura da segunda loja pelo irmão do marido, Renata deixou o cargo público, reduziu o número de pacientes na clínica e junto a Arthur decidiu tornar a Mil e Uma Sapatilhas uma franquia.

 Atualmente, o negócio conta com o modelo loja de rua e, em breve, haverá o de shopping – o primeiro requer um investimento inicial de R$ 92 mil. O prazo médio de retorno é de 11 meses e o faturamento médio mensal é de R$ 80 mil. “Buscamos pessoas com espírito empreendedor e que trabalhem duro. Não é preciso ter experiência em comércio, mas a veia de vendedor é sempre bem-vinda”, afirma Renata.

Em 2018 a Mil e Uma Sapatilhas pretende alcançar 100 unidades, com foco na região Nordeste.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Expansão de franquias , Franquias , Franquias de calçados , Crescimento da franquia , Mil e Uma Sapatilhas