Férias combinam com pizza

Publicado em 06/01/2016 por Imprensa

Segundo Associação Pizzarias Unidas, o consumo de pizzas não diminui, apenas migra

A pizza está entre os pratos favoritos dos brasileiros. Rápida, deliciosa e agradável a qualquer tipo de paladar, ela é a pedida oficial tanto nos dias de semana, quanto nos sábados e domingos. Só no Estado de São Paulo são mais de 11 mil pizzarias. Mas, o que acontece durante as férias, quando o consumidor viaja? O que acontece com a demanda por pizza?


Segundo a Associação Pizzarias Unidas, o consumo de pizzas não diminui durante o período de férias, mas migra da capital para o interior ou litoral. “Os estabelecimentos do interior e da praia atendem a uma demanda do turista. Até outros estados são beneficiados com as viagens dos paulistanos, já que a pizza é um produto bom e barato para as férias”, diz Carlos Zoppetti, vice-presidente da Associação.


Já aqueles que ficam na cidade de São Paulo durante as férias são diferentes dos consumidores já conhecidos. O vice-presidente explica que a maioria da população está sozinha em casa, porque os familiares viajaram, e acaba pedindo pizzas menores. “A procura diminui no final de semana, mas aumenta nos dias úteis. Por isso, o empresário precisa entender o mercado”, afirma o executivo.


A concorrência é grande e o empresário do setor precisa ficar atento às sazonalidades e às demandas do consumidor. Segundo a Associação o consumo médio é de 310 mil pizzas por dia em São Paulo. "Os estabelecimentos do interior e da praia acabam sofrendo mais a falta da mão de obra nessa época, mas o consumo no Estado não se altera", confirma Carlos.


Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias , Franquias no interior , Franquias de pizzarias , Pesquisas , Economia e Mercado