Especialização do canal e sortimento levam perfumarias à conquista de novas shoppers

Publicado em 04/09/2015 por Imprensa

Além de variedade e inovação, o quesito atendimento, segundo pesquisa Beauty Fair/Nielsen, é fundamental ao varejista que busca uma perfumaria perfeita

O Brasil é o terceiro maior mercado consumidor de produtos ligados à beleza em todo o mundo. Apesar da retração econômica, aliada à alta da taxa de desemprego e a baixa da renda mensal do brasileiro, o setor manteve suas vendas com a melhor média do varejo (7,5% - ante ao índice de 6,7% da média de outras cestas) neste primeiro semestre de 2015. E um dos melhores canais para as compras são as perfumarias, como apontam os números da mais recente pesquisa da Beauty Fair/Nielsen.


De acordo com dados levantados pela bel (Associação Nacional de Artigos de Higiene Pessoal e Beleza, com base nos dados de 2013, existem cerca de 27 mil perfumarias no Brasil, 70% delas lojas especializadas, a maioria micro e pequenas empresas, e outros 30% atuando no sistema de franquias. Além de variedade e inovação, o quesito atendimento, segundo o estudo, é fundamental ao varejista que busca uma perfumaria perfeita.


Investimento na especialização do canal com conhecimento técnico, com sortimento único e de qualidade, além da disponibilidade de consultoras que possam interagir com as shoppers são essenciais. Segundo a Beauty Fair/Nielsen, 52% das shoppers, em média, interagem com as promotoras e, dessas, 65% são influenciadas pelas mesmas no momento de decidir a compra.


QUAL O PERFIL DA SHOPPER NA PERFUMARIA: No geral, aponta a pesquisa, o perfil da shopper de perfumaria é a mulher na faixa dos 30 anos, solteira, trabalhadora e integrante da classe C. Para ela, os quesitos mais importantes são: a loja disponibilizar funcionários com conhecimento técnico, produtos com relação qualidade-preço justa e de qualidade, além de fazer promoções e oferecer ofertas atrativas. A variedade de marcas e produtos, bem como uma perfumaria limpa, vêm logo na sequência das prioridades.


O estudo da Beauty Fair/Nielsen também reforça a necessidade de o varejista reforçar os produtos nas gôndolas e investir na atratividade dos pontos extras para atingir as consumidoras, levando em consideração as categorias de impulso e menor envolvimento, organização e comunicação dos pontos extras, e promoções, principalmente com descontos e brindes.


Novos lares compradores - A prova da força do canal perfumaria, revela o estudo, é que as vendas do setor, apontado como um dos que mais investem em inovação, novidades e apresentam um portfólio diferenciado de produtos, foram reforçadas pelo incremento de 15% de novos lares compradores, com perfil de shoppers mais novas, com cerca de 25 anos de idade, e de maior nível sócio-econômico. No geral, elas consideram o ato de fazer compras nesses locais uma experiência agradável, curiosa (desejam informação e orientação) e exploradora (estão abertas à experimentação).


Entre os produtos de destaque nas cestas das consumidoras estão o shampoo, pós-shampoo e tintura. O primeiro ganhou espaço em 13,7% novos lares, com um aumento de 19,6% no ticket médio do canal, enquanto o segundo atinge 14% em novos lares e contabiliza u aumento de 17,3% do ticket médio. E, por fim, a tintura alcançou a 11,4% de novos lares, ampliando em 1,7% o ticket médio.


Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias , Setor de beleza , Beauty Fair , Pesquisas , Economia e Mercado