A origem de uma franquia

Publicado em 14/10/2015 por Luiz Marcondes

Já parou para pensar como surgem as franquias? Nós já. E contamos para você a seguir

Você tem um negócio com um excelente conceito, que coloca produtos e serviços de qualidade no mercado e agora quer “cloná-la”. Ou seja, vai fazer com que outros empreendedores possam replicar com exatidão sua fórmula do sucesso onde quiserem, sem limites para a expansão dessa rede. Como fazer isso? Transformando seu empreendimento em uma franquia, é claro. Mas quais são os passos e dificuldades desse processo?


Conversamos com Lindolfo Paiva, franqueador da Mr. Cheney, franquia que atua no segmento premium e cuja especialidade são cookies e guloseimas americanas com o conceito de fresh baked (ou seja, "tudo fresquinho"). A marca atualmente está presente em shoppings e lojas em bairros de São Paulo, além do aeroporto internacional de Guarulhos e shoppings de outras grandes cidades brasileiras, como Porto Alegre, Curitiba, Brasília, São Luís e interior de São Paulo.


No total, são mais de 40 lojas e uma fábrica própria que produz 400 mil cookies por mês. Mas toda história tem um começo. E uma boa história, como é o caso, envolve muitas emoções.


Ficou curioso para saber mais? Leia a seguir nossa entrevista com Lindolfo Paiva, o fundador da franquia.


Mapa das Franquias: Como surgiu a Mr. Cheney? Em que momento decidiriam transformá-la em franquia?
Lindolfo Paiva: Eu e Jay Cheney desenvolvemos uma forte amizade enquanto servíamos uma missão de tempo integral no Rio Grande do Sul pela Igreja Mórmon. Alguns anos após terminarmos nossa missão, Jay veio com sua esposa Paula visitar os amigos no Brasil e em sua visita contou-nos sobre sua atividade nos Estados Unidos como Cookieman, e pedimos que preparasse os cookies para conhecermos. Ficamos apaixonados e a partir daí decidimos iniciar nossa jornada para desenvolver uma cookiestore no Brasil. Isso envolveu idas aos Estados Unidos, muitas pesquisas e muita ajuda do Jay Cheney com seu conhecimento e amor pelo Brasil e pelo Povo Brasileiro.
Montamos nossa primeira loja no bairro da Casa Verde e foi um sucesso especialmente de público americano. Os brasileiros que visitavam a loja e saboreavam nossos cookies e American Treats ficavam impressionados e muitos queriam um negócio assim também. Para atender a essa demanda decidimos nos preparar para franquear o negócio e foi outra grande jornada de estudo e preparação.


Mapa das Franquias: Como foi o processo de formatação da franquia?
Lindolfo Paiva: Tivemos que fazer muitos cursos e estudar muitos modelos e recebemos muito consultoria além de muitos pilotos, mas foi um processo muito lento mesmo porque no Brasil não tínhamos um negócio semelhante e histórico para nos basearmos, estávamos “abrindo mato”.


Mapa das Franquias: Como foi possível vender o conceito e o diferencial aos interessados desde o início?
Lindolfo Paiva: Conhecer o conceito e o produto os fazia decidir, nosso papel era dizer não ao que ainda não nos sentíamos preparados.


Mapa das Franquias: Como foi o planejamento para manter o padrão de qualidade e a identidade em unidades diferentes? E a fiscalização para ter certeza das operações padronizadas?
Lindolfo Paiva: Fizemos muitos testes e fotos ajustando até que nos sentíamos seguros quanto a qualidade e padrão, mas é um trabalho constante de reciclagem, treinamento e procedimentos.


Mapa das Franquias: O que fariam de diferente hoje nesse processo de formatação? E por quê?
Lindolfo Paiva: Teria me aproximado e envolvido profissionais sérios e experientes do franchising no Mr. Cheney mais rapidamente para acelerar algumas etapas.


Mapa das Franquias: Como foi o processo de expansão da franquia depois de formatada?
Lindolfo Paiva: Foi excelente, os clientes Mr. Cheney são fantásticos, gostam de colaborar com o negócio com sugestões e ideias e nossos franqueados também são especiais, geralmente eram clientes que viraram franqueados. E nossa equipe interna está cada vez melhor. Estamos animados com o negócio e com todo e desenvolvimento e crescimento que estamos vivenciando.
Apesar das dificuldades de se desenvolver um negócio no cenário brasileiro, sem crédito e cheio de burocracias, foi emocionante e animador proporcionar a experiência Mr. Cheney aos clientes e franqueados, temos muitas histórias memoráveis de satisfação e realização.


Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias , Mr. Cheney , Franquear