A crise afeta a todos, mas e o promissor mercado de food trucks?

Publicado em 21/07/2015 por Luiz Marcondes

A resposta de Romulo Jesus, responsável pela área comercial de food trucks da Truckvan, pode te surpreender

A Truckvan já entregou 35 food trucks e tem 15 modelos em produção atualmente. Destes, dois trabalham em sistema de franquias: Let's Cupcake e Big X Picanha.


A empresa foi fundada em 1992 e fabrica implementos rodoviários com foco em furgões de alumínio, dentre outras. Em seu portfólio existem soluções consolidadas e de alta tecnologia para áreas de saúde, treinamento e profissionalização, operacionais, entretenimento e eventos, defesa e segurança.
Conversamos com Romulo Jesus, responsável pela área comercial de food trucks da Truckvan para entender como está o mercado atualmente.


Mapa das Franquias: A crise diminuiu os pedidos de food truck?
Romulo Jesus: Não, pelo contrário, a crise econômica que afeta o nosso País tem impulsionado cada vez mais as pessoas a investirem em negócios próprios e temos recebido cada vez mais pedidos de empreendedores do interior de São Paulo e de outras capitais, que apesar destes locais ainda não terem uma lei específica que regularize o comércio de comida de rua, já estão sendo impactados por essa nova tendência de mercado.


Mapa das Franquias: A que se deve na sua visão o crescimento do segmento de Food Truck no Brasil?
Romulo Jesus: O brasileiro sempre teve vontade de empreender e o food truck proporciona diversas facilidades. Com cerca de R$ 200 mil, você consegue ser dono do seu próprio negócio e não precisa pagar o aluguel de um estabelecimento fixo. Além disso, você só precisa de um número reduzido de funcionários, no máximo 6, e pode ir com seu food truck em diversos eventos, conquistando cada vez mais públicos diferentes e promovendo a sua comida e, consequentemente, a sua marca. Então, o brasileiro só estava mesmo aguardando uma lei que regularizasse o comércio de rua para investir neste negócio.

Mapa das Franquias: Alguma dica / estratégia que os proprietários de food trucks podem adotar para evitar a crise?
Romulo Jesus: Mesmo diante da crise, as pessoas não vão deixar de comer, então, o essencial é que os proprietários de food trucks sempre inovem e ofereçam um cardápio diferenciado com um preço acessível. Diante do expressivo crescimento do mercado de food trucks, os empreendedores precisam saber fazer bons contatos para sempre serem convidados e estarem presentes em grandes eventos que tenham bons públicos e tragam um ótimo retorno financeiro.


Mapa das Franquias: Qual é o custo de um food truck? E o prazo de entrega?
Romulo Jesus: Um food truck completo custa em torno de R$ 190 mil e R$ 220 mil. O custo é dividido da seguinte forma:


R$ 80 mil a R$ 100 mil: CARRO 0 KM (Iveco Daily, Renault Master, Sprinter, da Mercedes-Benz, Ford Transit...)
R$ 15 mil a R$ 60 mil: equipamentos de cozinha.
De R$ 75 mil a R$ 85 mil: Trabalho de customização da Truckvan.


O cliente fica responsável pela compra do veículo e dos equipamentos de cozinha. A Truckvan apenas indica algumas empresas, mas o empreendedor tem total liberdade para escolher o que for mais viável para a sua necessidade.
Após o cliente aprovar o layout final, o food truck completo com baú customizado como uma cozinha móvel com todos os equipamentos é entregue no prazo de 75 dias.


Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias , Franquias em food trucks , Big x Picanha , Truckvan , Let's Cupcake