Pensando em investir em uma franquia? Veja antes essas dicas

Publicado em 24/09/2019 por Imprensa

Por: Carlos Alexandre Gomes, sócio das empresas San Martin Corretora de Seguros Franchising; Banneg - Banco de Negócios e Seleta Negócios.

Para aqueles que buscam empreender, abrir uma franquia acaba se tornando uma grande oportunidade para ter o negócio próprio. De acordo com a ABF (Associação Brasileira de Franchising) o setor registrou um crescimento de 5,9% no 2º trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2018 – gerando um valor de $43,122 bilhões. No semestre, o aumento foi de 6,4%! Em números isso representa um salto de R$ 79,496 bilhões para R$ 84,586 bilhões. Este desempenho foi alavancado por uma junção de fatores, como medidas de inovações nas redes, e, entre as causas, a ABF apontou para a abertura de novas unidades.

Vejo a cada dia que investir em uma franquia vem se tornando uma prática cada vez mais comum entre os brasileiros. Isso porque se tornar franqueado de uma marca conhecida no mercado possibilita vender produtos ou serviços que também já são conhecidos – o que gera confiança ao consumidor. Além disso, o investidor recebe todo o suporte necessário para comandar o negócio.

No entanto, ressalto que gerenciar uma empresa requer dedicação e algumas habilidades essenciais para a gestão; além de alguns cuidados fundamentais. Por isso, se você está querendo investir em um modelo de franquia, fique atento às dicas! Listo aqui as principais!

- Antes da Compra da Franquia: É fundamental analisar uma franquia que ofereça a possibilidade de iniciar as atividades em curto espaço de tempo.  Ou seja, faturar mais rápido.  Algo que, se não exigir experiência, possa nos oferecer treinamento adequado para que possamos trabalhar sem erros grosseiros e primários. Também devemos medir as condições oferecidas parametrizando não só nossa capacidade em investir, como também o valor que teremos para utilizar como capital de giro, até que vejamos os frutos do negócio.

- Abertura do Negócio: Encontrar um bom contabilista que dará as orientações necessárias quanto ao Regime Tributário, por exemplo, pode fazer a grande diferença entre progredir e falhar. Não se apertar com estrutura muito grande.  Nada de luxo!  Beleza e limpeza, organização e praticidade, não podem ser confundidos com glamour.  Lugares glamorosos podem ser fundamentais para alguns ramos de serviços, mas são desastrosos para outros.  Além de promoverem gastos desnecessários e altos, afastam clientes mais simples que muitas vezes são o foco do tipo de negócio. Festas de inauguração também são dispensáveis. Inaugurações devem durar a semana (ou mês inteiro).  Basta uma promoção, divulgação ampliada e o convite a familiares e amigos afim de que conheçam o local, tomem um cafezinho e quem sabe, se der, ganhem um brinde.

- Contratações e Marketing: Contratar muita gente logo de cara pode ser complicado.  As contratações pressupõem salários, adjuntos trabalhistas, vales refeição, uniformes e outros gastos que poderiam acompanhar o crescimento da demanda.  Por isso, o ideal é contratar aos poucos e o próprio franqueado deve desempenhar um papel dentro do negócio para, inclusive, economizar um profissional no início. Toda divulgação é favorável, mas há meios e meios.  Outdoors, propagandas na TV, rádios, etc, podem ser muito eficientes, mas para quem está começando pode ser apenas desperdício.  O objetivo da propaganda é ligar “o verbo à pessoa”, ou seja, uma promoção à uma determinada marca.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Investir em franquias , Franquias de serviços , Dicas para investir em franquias , San Martin Franchising , Banneg