Franquia: optar por uma marca forte é garantia de sucesso do investimento?

Publicado em 12/11/2019 por Imprensa

Por Adelmo Nunes Pereira, contabilista e diretor da Planned Soluções Empresariais

Ainda que a existência de uma estrutura-piloto e de suporte possam minorar riscos de investimento em uma franquia e trazer segurança para o cumprimento do plano de negócios e das necessidades de gestão da rede, representar uma marca conhecida, já consagrada pelo consumidor, nem sempre é condição suficiente para garantir o crescimento e o sucesso da empresa.

Nesse modelo, embora o franqueador arque com responsabilidades, é importante lembrar que o candidato a franqueado precisa ter em mente que ele é quem precisará se adaptar aos padrões impostos pelo franqueador. Por isso, informar-se a fundo sobre o histórico da empresa e as pessoas envolvidas no empreendimento para identificar afinidades é tão importante quanto conhecer aquele mercado específico e avaliar sua disposição para seguir os procedimentos que serão solicitados.

O potencial franqueado deve, ainda, avaliar se há celeridade quanto às inovações naquele ramo de negócio e qual o papel que a empresa a qual quer se juntar assume nesse cenário. Está em posição de vanguarda? Acompanha as mudanças? Tem a inovação como uma cultura disseminada?

Aventurar-se no mercado de franquias porque perdeu o emprego está longe de ser uma condição ideal para realizar um investimento. É mais seguro dedicar tempo à pesquisa, entender o mercado e considerar se há interesse por ele antes de levar a ideia adiante.

Com a expansão do franchising, muitas empresas viram nessa modalidade um meio de expandir os negócios. Até aí tudo bem. Para o candidato a franqueado, cabe analisar se os canais de venda que comercializam o mesmo produto ou serviço não vão atrapalhá-lo na hora de relacionar-se com o cliente e fechar a venda.

Outro ponto sensível que não pode passar despercebido por quem está disposto a investir em uma franquia é a qualidade do produto/serviço que será colocada à disposição do público. O potencial franqueado precisa ser um fã incondicional do que vai vender. Testar o produto/serviço e pedir a opinião dos mais próximos para avaliar essa qualidade pode ser útil e ajudar a decidir se vale a pena ou não representar a marca.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Investir em franquias , Mercado de franquias , Gestão de franquias