Mania de Churrasco adere ao conceito cage free e serve ovos caipiras de galinhas que vivem livre

Publicado em 15/02/2018 por Imprensa

Marca firma parceria com fornecedores que seguem à risca as recomendações da Humane Society International e leva ovos caipiras selecionados aos pratos dos clientes

Você sabia que há diferentes formas de tratamento oferecidos aos animais que vão colaborar para a produção de alimentos ou que se tornarão parte da alimentação dos humanos? O tema ganhou força entre as maiores e mais relevantes empresas de alimentação do mundo. Na esteira dessa tendência mundial, gigantes do setor de alimentação anunciaram recentemente que só utilizarão ovos provenientes de granjas onde as galinhas são mantidas em sistemas livres de gaiolas. A rede de franquias Mania de Churrasco ! PRIME STEAK HOUSE também abraça essa causa.

Os 47 restaurantes da marca servem autênticos ovos caipiras como opção de acompanhamento disponível no menu, tanto pelo sabor desse tipo de ovo, mais intenso, quanto pela saudabilidade do alimento. Para que o item seja realmente de qualidade, a empresa resolveu colocar à disposição dos clientes apenas ovos originários de granjas onde as galinhas possam viver livres de gaiolas.

Foram selecionados apenas fornecedores totalmente de acordo com o que é recomendado pela Humane Society International, que é uma das únicas organizações globais de proteção animal que trabalha para ajudar todo e qualquer animal, estejam eles em laboratórios, fazendas, em vida selvagem ou domesticados”, conta Alessandro Pereira, sócio-diretor do Mania de Churrasco ! PRIME STEAK HOUSE.

O executivo explica que as galinhas poedeiras das granjas selecionadas pela marca são criadas em situações equivalentes à vida livre. Isso significa que cada ave conta com um espaço mínimo de 1400cm² para viver, diferente daquelas confinadas em gaiolas em bateria, cujo espaço é menor do que uma folha de papel A4 para cada animal.

Além disso, os produtores devem adotar outras práticas de manejo e fornecer recursos adequados a fim de garantir o bem-estar da galinha no barracão ou aviário. Assim, pelo menos 1/3 do piso disponível deve ser composto de substrato solto, que permita comportamentos de banho de areia e forrageamento pelas galinhas; deve haver água fresca e limpa disponível o tempo todo; também deve existir alimento nutritivo e palatável em quantidade suficiente para manter as aves em boas condições corporais e de saúde; o criador deve adotar medidas para evitar arranque de penas; criar as frangas, a partir da primeira semana de idade, em condições que as preparem para uma adaptação bem-sucedida no aviário; fornecer proteção contra predadores quando as galinhas estiverem em ambiente externo e proporcionar alojamento seguro e higiênico.

A equipe do aviário também deve receber treinamento continuamente para que o manejo e os cuidados com os animais sejam adequados; assim como deve ser desenvolvido um plano de bem-estar animal em parceria com um veterinário certificado e a inscrição da granja em um sistema de certificação de manejo humanitário de animais com auditoria regular.

“Entendemos que esse é um tema de extrema importância na sociedade atual e que não apenas nós devemos estar cientes a esse respeito, como também levar a discussão e a conscientização aos nossos clientes”, avalia Pereira.

De acordo com o executivo, a rede Mania de Churrasco ! PRIME STEAK HOUSE já nutre o mesmo tipo de preocupação quanto ao bem-estar e manejo de bovinos. Embora a Humane Society International não tenha diretrizes específicas relacionadas à indústria bovina, o objetivo é trabalhar sempre com fornecedores que sigam preceitos de bem-estar e respeito aos animais.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias de alimentação , Franquias em shoppings , Franquias de fast-food , Franquias de restaurantes , Mania de Churrasco