Abrir uma franquia ou um licenciamento?

Publicado em 24/10/2014 por Bruna Santos de Souza | Ultima Atualização em 08/12/2014

Dúvidas em optar por um modelo de negócio podem surgir, mas especialistas são enfáticos ao dizerem que antes da escolha o empreendedor deve estudar

Licenciamento ou franquia? Muitas vezes é esta a grande dúvida dos empreendedores que querem abrir um negócio e não querem começar do zero. Um dá como vantagem a liberdade empresarial e a outra o negócio consolidado. Nós conversamos com dois especialistas que esclareceram algumas dúvidas importantes. Além disso, será possível licenciar e franquear ao mesmo tempo um empreendimento? 


Na franquia se compra um sistema de gestão completo. O franqueado é obrigado a seguir todos os padrões estabelecidos pela rede. Já o modelo de licenciamento se compra o direito de usar a marca e vender os serviços e produtos indicados pelo licenciador. 


Yuri Amadei de Almeida, especialista em gestão de negócios e gerente de crédito na Lexmark, explicou que “no aspecto contratual, o contrato de franquia é o que rege. É bilateral, ou seja, envolve o franqueador e o franqueado. O franqueador concede licença para o uso da marca, todavia também tem obrigações. Já no contrato de licenciamento não existem obrigações como as do contrato de franquia. Não há transferência de tecnologia, mas sim a obrigação de permitir que o licenciado utilize a marca. O licenciamento é um processo em que o dono da marca autoriza o direito de uso em troca de um pagamento (os royalties). É importante mencionar que a marca licenciada deve estar registrada no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI)”. 


Para quem pretende abrir uma empreendimento será que abrir uma franquia é o melhor negócio? O consultor Cleber Andriotti Castro disse que na maioria das vezes essa opção é melhor, porém nem sempre. “As franquias já estabelecidas há um bom tempo, com modelos de negócios bem definidos e com uma estrutura de apoio suficiente facilitam o sucesso do novo negócio. Já franquias iniciantes, que ainda não possuem muitas histórias de sucesso, podem ser uma fria. Por isso, é bom pesquisar bastante sobre a empresa antes de adquirir uma unidade”, enfatizou. 


Já o licenciamento é um bom investimento quando “o empreendedor já possui experiência no ramo do negócio, já fez cursos de aperfeiçoamento e conhece toda a cadeia, desde a melhor forma de comprar até o melhor canal de distribuição ou venda”, salientou Almeida. 


Sim, é possível abrir uma franquia e um licenciamento ao mesmo tempo, contudo, os custos são muito altos, sendo melhor optar por um ou outro modelo de gestão.


Para ambos especialistas antes da escolha de uma marca de franquia ou licenciamento o ideal é pesquisar muito antes de fechar qualquer contrato. “Verificar se a empresa tem um modelo de negócios e de gestão sólido, quais experiências de sucesso e fracasso já teve, qual o apoio que fornece”, contou Castro. 


Yuri alertou que “no caso das franquias, verificar se a marca possui registro no INPI. Se são reguladas pela Lei 8.955/94. Checar o desempenho da franquia junto a Associação Brasileira de Franchising (ABF), quantas unidades próprias e franqueadas estão em operação, conversar com outros franqueados da marca e que a mesma tenha pelo menos 3 anos de atividade no mercado”, e completou falando que “no caso dos licenciamentos vale a regra de elaborar um bom e detalhado plano de negócios. Em seguida buscar uma marca e produtos ou serviços que tenham a ver com a experiência pessoal e profissional do empreendedor. Por fim, participar de feiras no ramo pretendido, pedir ajuda ao Sebrae e cuidar dos aspectos financeiros e cadastrais para não ter problemas com multas”. 


Tanto Yuri tanto Cleber são enfáticos ao dizerem que o empreendedor deve ter cursos de gestão. Isto o prepará para enfrentar os problemas que surgirão ao longo da vida do negócio. 


Antes de decidir qual modelo de negócio seguir deve-se “fazer uma análise do setor que o empreendedor mais se identifica e que o faz feliz em trabalhar. Em paralelo, estabelecer e conhecer o cliente. Conhecer muito bem o público-alvo e verificar como conquistar, como fidelizar e como replicar a satisfação de um cliente indicará qual o melhor modelo de negócio”, concluiu Almeida.


Clique aqui para receber mais informações: http://www.mapadasfranquias.com.br/registro/newsletter

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Franquias , Dicas para investir em franquias , Obrigações dos franqueados , Licenciamento