Veja os prós e contras dos setores mais importantes do franchising

Publicado em 03/04/2019 por Imprensa

Por Mercia Machado Vergili

Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), 2019 será um bom ano para quem quer abrir ou expandir seu negócio no segmento de franquias. Se em 2018 o crescimento da área foi de 7%, a previsão para este ano é de 8% a 10%, ou seja, isso já demonstra que a crise começa a baixar e o setor começa a ganhar fôlego. De toda a forma, um bom momento para tirar aquele plano do papel.

Porém, é bom saber onde investir. Não adianta o franqueado ter investimento certo, objetivos definidos e a garra e vontade de começar se ele não entende muito bem do segmento em que vai atuar. Por isso, não basta apenas escolher uma marca de sucesso, é preciso se identificar com o negócio, pois, afinal, o envolvimento será condição essencial e primordial para o sucesso da empresa. Analisar os prós e contras da área também entram logo em seguida na lista de prioridades.

Alimentação

Despontado como o segmento que mais cresce em meio às franquias de um modo geral, quem quer apostar nessa área precisa ficar bem atento a fatores como: é imprescindível estar disposto a botar a mão na massa, além de saber liderar equipe. 

Isso porque em tempos em que a economia começa ainda a mostrar os primeiros respiros, talvez o empreendedor precise doar mais de si do que imagina. Por exemplo, um funcionário faltou e você não tem exatamente uma verba extra para um freela? Hora de entrar com tudo e trabalhar em mais uma função. Quanto à equipe, saber liderar é quesito básico para não perder o controle no negócio.

Serviços educacionais

Apostar em educação nunca é demais. E parece que cada vez mais os brasileiros estão vendo isso. Não à toa, o setor de serviços educacionais cresceu em 2018 e continua como uma das grandes apostas para 2019. Aqui, o investidor precisa saber bem qual área tem mais afinidade, já que em educação o leque de possibilidades é enorme.

É preciso ter conhecimento, principalmente se for uma rede de escolas de língua estrangeira. Não dá para abrir uma loja com esse perfil e não falar inglês. Além disso, é bom estar preparado para lidar com clientes de todos os perfis, sejam crianças e adultos e sempre estar conectado com o que há de mais moderno em educação. 

Saúde, beleza e bem-estar

Outro que se destacou no segmento de franquias foi o de saúde, beleza e bem-estar. Isso mostra claramente que a área, mesmo em tempos de crise, não perde espaço. Homens e mulheres impulsionam as compras no segmento e reafirmam que ele é, sem dúvidas, uma ótima sugestão para investimento.

Mas aqui também é preciso cuidado, lembrando principalmente da sazonalidade em salões de beleza e clínicas de estética, por exemplo.  Épocas muito movimentadas como datas comemorativas prometem um retorno excelente. Mas o que dizer do período de férias e o inverno? É preciso ter um bom planejamento para driblar essas situações e, como em qualquer outra área, investir sempre em treinamentos para estar bem informado sobre práticas.

Serviços

Lavar e passar roupa fora de casa, chamar uma diarista para fazer determinados serviços, ter alguém para fazer pequenos reparos, entre outras tarefas domésticas “comuns” virou febre no segmento de franquias. O brasileiro está cada vez mais sem tempo de cuidar do próprio lar e passou a confiar em terceirizados para a tarefa. Nesse campo, entram as franquias com esse enfoque, que chegam para tapar esse buraco que surgiu nos últimos anos.

Mesmo parecendo tarefas fáceis, o franqueado precisa entender pelo menos de gestão e marketing, para levar com segurança o novo negócio. O melhor é que muitos desses modelos de franquias podem ser geridos dentro da própria casa do empreendedor.

Em linhas gerais, se você quer investir em uma franquia, invista. Mas jamais deixe de investir primeiro em você, nas suas habilidades e no que tem mais afinidade. Assim as chances de sucesso são muito maiores. 

Por fim, antes da tomada de decisão é recomendável e porque não dizer, fundamental, que o futuro franqueado pesquise a fundo onde está entrando.

- Leia a lei de franquia, livros, revistas, matérias especializadas para ter mais fundamento na sua escolha;

- Pesquise a marca que está querendo. Aspectos jurídicos, financeiros, operacionais e comerciais. Caso não se sinta confortável para fazer essa pesquisa sozinho, contrate algum especialista da área;

- Faça contato com os ex e atuais franqueados, a fim de atestar o grau de satisfação deles em relação a franquia pretendida.

Mercia Machado Vergili - Diretora e consultora da GSPP São Paulo. Graduada em Serviço Social pela Faculdade Paulista de Serviço Social com especialização em Educação em Saúde Pública pela USP.Possui curso completo de Conhecimento Avançado de Franchising pela ABF. A executiva contabiliza 24 anos de experiência como franqueada da SOS Tecnologia e Educação e 10 anos como franqueada do Instituto Embelleze

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Investir em franquias