Dicas para evitar a decepção e não ser um franqueado descontente

Publicado em 22/03/2017 por Central do Franqueado

Tornar-se franqueado de uma rede de franquias bem-sucedida pode (e deve) ser algo animador. Mas, cuidado: a empolgação pode fazer você ignorar questões importantíssimas – desde cláusulas do contrato a combinações a serem feitas com o franqueador. O importante é ficar atento a todos os detalhes para que você não se frustre durante sua caminhada como empreendedor.

1) Entenda a franquia e o seu papel nela.

Antes de mais nada, saiba que atuar em uma franquia é saber que você deverá  respeitar normas e seguir padrões, afinal, sem eles não existe uniformização da marca. Ou seja, não pense que você terá a liberdade para tomar todas as decisões a respeito da unidade na qual você trabalha. O seu dever como franqueado é operar de acordo com o modelo de negócio pré-estabelecido, visto que ele já foi testado previamente. Claro que sugestões de melhorias são sempre bem-vindas. Entretanto, esclareça com o franqueador qual será o seu papel na empresa. Você não é o chefe e muitas vezes dependerá da autorização da rede para realizar certos procedimentos.

2) Saiba com quanto capital você está lidando e não esqueça dos royalties.

Cuidado com os valores de investimento inicial que você como franqueado deverá aplicar. Jamais invista todo o seu dinheiro de cara, pois muitas vezes, alguns custos adicionais não estão na conta proposta pela rede. Você terá que arcar com despesas operacionais durante os primeiros meses, em relação a funcionários, treinamentos e também ao funcionamento da loja. Depois, caso a sua localidade se tornar mais valorizada, os custos também tendem a aumentar.

 Além disso, nunca esqueça de levar em consideração os royalties – que são taxas existentes em toda e qualquer franquia, mesmo que mascaradas no custo da mercadoria. Sob hipótese alguma desconsidere o percentual dos lucros que deve ser retornado a franquia no final de cada mês. O compromisso dos royalties faz parte do contrato.

3) Administrar uma loja é como ter uma casa.

E ter uma casa exige alguns fundos guardados para manutenção. Fique atento, pois normalmente os custos de reforma estão escondidos no contrato. Acredite: em algum ponto como franqueado, você deverá investir parte do dinheiro na disposição da loja em si. Muitas vezes, por mais que o ponto comercial seja uma ótima escolha, ele demandará um grande investimento na reforma do espaço. 

Sobre o ponto comercial, lembre-se que ele funciona como um aluguel. Não perca os prazos de renovação contratual da sala, pois isso pode trazer prejuízo em juros – ainda mais se a unidade que você gerencia está localizada em um shopping.

4) Tenha pulso firme e prepare-se para assumir muitas responsabilidades.

Ser um franqueado demanda muita dedicação, competência, visão de negócio e entrega. Dedicação, porque sim, você irá trabalhar mais horas do que o pretendido muitas vezes. Competência, pois afinal, você será gestor de um negócio, trabalhando com finanças, pessoas e marketing, articulando-o com a rede. Visão de negócio, para compreender os maiores obstáculos que a unidade enfrenta e o que ela precisa para suceder. E entrega, pois o franqueado é representante de uma marca já estabelecida. Entregar-se é vestir a camisa – e isso também é manter equipes motivadas e engajadas, seguindo sempre o propósito da empresa.

Saiba que, depois da abertura da unidade, como franqueado você não deve esperar o suporte da franqueadora para seguir com o negócio. A atenção da rede não é direcionada apenas a sua unidade, mas sim, a muitas. Seja confiante e capaz de administrar a loja com o seu próprio cérebro. Você é muito importante para o sucesso da franquia, então faça um bom trabalho.

Clique aqui e cadastre-se para receber informações exclusivas. É gratuito!

Palavras-chaves: Empreender, Dicas para investir em franquias


MATÉRIAS POR Central do Franqueado